quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Dilma propõe na Cúpula da Celac cooperação no combate ao vírus da zika

Em seu discurso na Cúpula de Chefes de Estado e de governo da Celac, nesta quarta-feira (27) em Quito, no Equador, a presidentaDilma Rousseff propôs aos países-membro uma ação de cooperação no combate ao vírus da zika e à microcefalia. Considerando que vários países da região já têm experiência no combate à dengue, cujo vírus também é transmitido pelo Aedes aegypti, a presidenta defende que a ação mais imediata seja a de difusão das melhores práticas, seguida pela cooperação no campo da pesquisa científica e tecnológica.
Em entrevista a jornalistas após seu discurso, Dilma ressaltou que será feita uma reunião do Mercosul na próxima terça-feira (2) em Montevidéu, Uruguai, para tratar do combate ao vírus. O encontro será aberto à participação dos demais países. A Celac também realizará uma reunião específica de seus ministros da saúde.
A "batalha [não está] perdida. Se nós todos não nos unirmos, e se a população não participar, nós perdemos essa guerra", afirmou a presidenta. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
A “batalha [não está] perdida. Se nós todos não nos unirmos, e se a população não participar, nós perdemos essa guerra”, afirmou a presidenta. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
Perguntada pelos jornalistas, a presidenta esclareceu a posição do governo no combate ao vírus da zika, de que é necessária uma união de esforços para não se perder esta guerra. Ela defendeu o trabalho do ministro da Saúde, Marcelo Castro.
“A batalha [não está] perdida, não. Isso não é o que ele [Castro] está pensando, nem o que ele diz. O que o ministro disse, é o seguinte: ‘Se nós todos não nos unirmos, e se a população não participar, nós perderemos essa guerra’. Absolutamente certo.”
Ela ainda respondeu que está satisfeita com a atuação do ministro, e destacou o trabalho que ele tem desempenhado para estabelecer a cooperação entre o governo e os laboratórios no exterior em relação à pesquisa de vacina contra a dengue.
Forças Armadas e dia da faxinaA presidenta citou ainda o envolvimento das Forças Armadas como um dos vetores de organização do combate para a erradicação física dos criadouros do mosquito e de conscientização da população.
“Para que as pessoas percebam que não é algo que você possa adiar, fazer depois. E de agora até junho nós temos de fazer isso”, disse.

http://blog.planalto.gov.br/
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

MOURA MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

MOURA MATERIAL DE CONSTRUÇÃO
mais de 20 mil em prêmios

radiopedravermelha.com

OUÇA NOSSA WEB RADIO

OUÇA NOSSA WEB RADIO

POSTO SANTA CRUZ

POSTO SANTA CRUZ
PEDRA VERMELHA

Miro Móveis

Miro Móveis

L N MODAS & ELOAH CONFECÇÕES

L N MODAS & ELOAH CONFECÇÕES
PEDRA VERMELHA

Chiquinho Sena

Chiquinho Sena
Fotos e filmagens

Link Net

Link Net

DS Eletrônica

DS Eletrônica

aqui pode ser o seu apio

aqui pode ser  o  seu apio

Brasileirão 2017 serie A

APOIO

APOIO

2

Seguidores

Total de visualizações